TOP 5: Quarto dia SPFW Nº44


Olá pessoas, tudo bem?
Vamos ao quarto dia de SPFW Nº44 (30/08)! Vou mostrar meus 5 looks preferidos de cada desfile, confiram:

Animale (30/08)

Vestidos com aplicações de mini-flores por toda a superfície simulam jardins. Estampas que mesclam o desenho de cerâmica com o traço da tatuagem típicas do Vietnam. Botas de couro com saltos de madeira e bolsas com alças de cordas. Pesponto em cima da sarja. Cetim plissado que parece bordado. (JORGE GRIMBERG)

Gloria Coelho (30/08)

Confiante no seu design, a estilista começou o desfile com peças estruturadas em cores escuras, como preto e navy. Casacos com capuz, saia assimétrica com detalhe em plástico transparente e tops com shapequadrado abriram caminho para peças mais fluídas, como um delicioso pijama oversizede um bodysuit solto no corpo.
Em um segundo momento, uma suavidade, em tons como rosa psicodélico e amarelo limão, apresentaram uma moda festa mais leve em crepe e organza. As modelos vieram com coroas geométricas em tons chapados. A apresentação abordou o empoderamento feminino e a inclusão em linhas subliminares. Mulheres de todas as idades na passarela causam impacto. (JORGE GRIMBERG )

Ronaldo Fraga (30/08)

Os biquínis e maiôs tem detalhes lindos de alças cruzadas na frente e nas costas, decotes e recortes bem bonitos sempre em uma combinação de pretom, rosa e cobre. Foi uma apresentação leve e, claro, cheia de delicadezas. O casting era diverso e misturou modelos com senhoras e senhores, modelos com pernas biônicas, gordas, barbudos, tatuados… Todos caminhando a bordo de seus novos maiôs, sozinhos ou de braços dados com um par, ao som da banda mineira Já Te Digo, especialista na obra de Pixinguinha. “A ideia é exaltar a praia mais ainda como um espaço diverso e de exibição de corpos no Brasil”. Que venha esse verão! (CY)

Sissa (30/08)

Cotton Project (30/08)

O desfile da Cotton Project foi uma continuação do exercício da temporada anterior, quando a marca explorou o universo do relaxamento. A coleção apresentou dois momentos. O primeiro, chamado de “Novos Velhinhos”: a cartela de cores e modelagens das calças e camisas parecem tiradas de um passeio pela Praça Buenos Aires. Conjuntos listrados em tons claros estilo pijama, calça de alfaiataria reta em veludo cotelê marrom e peças despreocupadas em tons de mostarda completaram o primeiro bloco.  Na evolução da pesquisa, a Cotton emergiu olhando para os mais jovens e nos caminhos recorrentes de cura à ansiedade e busca por paz de espírito. A marca acerta nos tons como verde menta e azul piscina e nas estampas que brincam com o retorno de saturno e o fim da ansiedade. (JORGE GRIMBERG)

Kalline (30/08)

LED (30/08)

Borana (30/08)

Vankoke (30/08)

Karine Fouvry (30/08)

Amir Slama (30/08)

Amir Slama trouxe para a passarela em uma coleção inspirada nos anos 50 e nas vedetes do Brasil. Ao som de um medley de Frank Sinatra, um exercício rico de modelagens, com nervuras no cetim com elástico, nos tons nude e vermelho paixão. Em peças bordadas, um trabalho interessante de construção do busto apresentou um acabamento com texturas que parecem joias e se revelam nos decotes.  Um vestido em seda esvoaçante vermelho contribuiu para a atmosfera de glamour-old-school proposta por Slama. A coleção foi uma provocação entre lingerie e moda praia. A sensualidade feroz da temporada passada cedeu espaço a um mood quase inocente para os dias de hoje, com influências de pin ups, Marilyn Monroe e Carmen Miranda. (JORGE GRIMBERG)

Lino Villaventura (30/08)

Mago das texturas, suas roupas são peças únicas, feitos com técnicas diferentes que provocam efeitos e volumes e saem do trivial. Seu trabalho passa longe das tendências de moda e cada apresentação é mais um capítulo da sua história. Nervuras, bordados richelieu, devore e materiais translúcidos estão entre as técnicas e elementos que enriquecem seus vestidos. Transformar tecidos, tinturar, criar texturas e nervuras é o seu melhor trunfo. O desfile teve momentos de mais impacto, com os looks escuros, e de leveza, com os claros. No meio do caminho, uma atmosfera mais romântica e fluída com o vestido azul com bordados e o momento dos tons quentes. E encerra com os longos vestidos com patchwork que já são inconfundíveis em sua marca. (CY)

Tig (30/08)

A TIG apresentou a coleção ‘Ela é Carioca’ com uma homenagem à cidade do Rio de Janeiro. O desfile teve início com uma série de peças em estampas P&B, com imagens da Cidade Maravilhosa, misturando moda festa com elementos do boxe, como o elástico na cintura. Na evolução, as estampas – que consagraram a marca – ganharam cores tropicais, como azul meia-noite, lilás e verde bandeira, em um jogo de styling que misturou elementos suaves e fortes. 

Então é isso! O que acharam dos looks?
Meus desfiles preferidos foram do Ronaldo Fraga, Vankoke e Tig. E o de vocês?
Beijos e até o próximo post!

Vem me acompanhar nas outras redes sociais?! ♥

Instagram | Fanpage | Youtube | Twitter | Pinterest | Google+
Snapchat: maripoli2 | E-mail: contatopoli2@gmail.com


Sobre Mariana Poli

Tenho 20 anos, sou estudante de publicidade, maquiadora profissional pelo Senac, amo fotografia, papelaria, scrapbook e coisas fofas. Decidi criar o blog por paixão e espero que o meu cantinho inspire muita gente. ♥

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*